19.1.08

Permanecer

Sobre os meus ombros tanta coisa acontece, tudo se passa e tanto eu não vejo, não sinto, não sei…preciso urgentemente de olhar para cima, de perceber o porquê de tanta coisa, e ficar na ignorância de todo o resto que me magoa, e que faz de mim uma pessoa que não quero ser.
Não quero ter a pequenez do ódio, da maldade, da solidão, não quero viver na escuridão nem na frieza da minha alma e dos meus gestos. Quero ver e sentir a luz do sol, o calor do abraço, a suavidade do olhar, o carinho da expressão, a ternura da voz, a alegria da presença em cada segundo… O ter e o querer aqui tão perto, aqui dentro de mim, onde tudo acontece, onde tudo se decide!
Tenho o poder sobre mim mesma, sobre tudo o que penso, faço… a decisão é tão minha que as vezes, pareço ter o mundo nas costas. As minhas decisões, essas afectam a minha vida, e os seus estilhaços atingem os que estão em meu redor como se directamente lhes dissesse respeito…
Preciso de ser eu, preciso de permanecer aqui ao meu lado, preciso de continuar a sentir o bater das emoções que trespassam a pele.

=)

3 comentários:

ana disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
S.A. disse...

A mim parece-me que nao precisas de olhar para cima, mas sim olhar de cima.
A decisão tem de ser mesmo tua, ainda que com todo o medo da responsabilidade que ela acarreta. Mas será mais digno decidires tu mesma do que esperares pelas decisões das outras pessoas para tomares as tuas... Assim, não corres o risco de tomares decisões que podem não ser verdadeiramente as tuas.
"Corre sem pressa dentro de ti!... Faz do teu espaço um bosque de estrelas... Um novo modo de estar... Que tal beberes o mar? FAZ TUDO O QUE TENS A FAZER!!!"
Há uns tempos isto era um dos nossos lemas, remember?

Ana, BM

pessego disse...

este blog deve estar para fazer um ano!