6.3.07

Bento [1948 ― 2007]

Manuel Galrinho Bento, começou a ser guarda-redes nos jogos com os amigos, onde era sempre empurrado para a baliza por ser o mais baixo. Mas acabou por ganhar o gosto pelas redes e começou a carreira no Barreirense, e tornou-se depois o grande senhor da baliza benfiquista e internacional português que marcou uma geração, e é ainda hoje uma grande referência para todos.
Como o próprio disse “Eu era muito corajoso e destemido. Qualquer guarda-redes que queira mesmo ter esta função tem que ter um pouco de louco. A loucura faz parte do futebol e o guarda-redes tem de a ter.”. E para atenuar a loucura, ou se proteger dela, mantinha o corno esquerdo de uma vaca, nas luvas suplentes que estavam sempre no fundo das redes.
Fez 466 jogos, foi parte crucial para a conquista de vinte e dois títulos benfiquistas. Ganhou oito campeonatos, seis taças e duas supertaças, com 63 internacionalizações foi uma das grandes figuras do terceiro lugar da selecção portuguesa no Euro 84, em França. No Mundial do México em 1986, partiu uma perna, o que o afastou da titularidade da baliza.
Em 92, aos 42 anos, deixou as “suas redes”, mas não parou. Foi durante três anos, treinador dos guarda-redes encarnados e depois foi técnico principal do Leça, da União de Coimbra e do Amora, antes de regressar ao quadro técnico do Benfica, para orientar a equipa B, passando depois a ficar ligado à formação.
Faleceu aos 58 anos, vítima de uma paragem cardio-respiratória originada por enfarte de miocárdio, na manhã seguinte à gala dos 103 anos do Benfica onde esteve presente. No seu funeral estiveram presentes centenas de pessoas, entre elas grandes figuras benfiquistas, que quiseram prestar a última homenagem a um dos maiores guarda-redes português. =)


2 comentários:

Ana,BM disse...

Prova de que os Homens não se medem aos palmos... :)

Anónimo disse...

Muito bem....os meus parabens,e claro,Bento estamos e estaremos sempre ctg como estaras com a familia BENFIQUISTA.bjinho pa ti sarinha